"Mãe, você está ao vivo no Facebook sem querer!"

As agruras do isolamento tecnológico

* Por Daniela Kresch



TEL AVIV – Estar em quarentena é difícil, é ruim, é um desafio. Mas a necessidade do isolamento social é ainda mais desafiadora para os mais velhos e não só porque estão no principal grupo de risco de contrair o vírus. Muita gente com mais de 60 ou 70 anos mora sozinha e enfrenta o “isolamento tecnológico”: o perigo de não ter ninguém para ajudar quando alguma coisa entre os complicados aparelhos e cabos do século 21 dá errado. Outro dia, eu estava dando uma olhada no Facebook – algo que tento fazer menos estes dias para não aumentar a ansiedade, mas que me conecta com amigos no Brasil, de onde saí há mais de 16 anos para morar em Israel – e me deparei com algo bizarro. Minha querida mãe, que em setembro completa 78 anos bem vividos, estava fazendo uma transmissão ao vivo de seu banheiro. Isso mesmo: do banheiro. Nada acontecia de chocante. Dava para ver a pia e um pouco dos produtos essenciais e de beleza. Mas era uma transmissão ao vivo. Da minha casa a mais de 10 mil quilômetros de distância, liguei imediatamente para ela:

– Mãe, você está ao vivo no Facebook??? – Facebook? Eu nem sei entrar no Facebook… – Mas, mãe, estou vendo o seu banheiro!

Demorou alguns minutos, mas consegui ajudá-la a parar com a transmissão. Ela provavelmente apertou em todos os botões que viu na tela do celular ao procurar o “ao vivo” da cerimônia de começo do “shabat” (o sábado judaico) da sinagoga ARI (Associação Religiosa Israelita do Rio), que havia começado uns minutos antes. Não foi a primeira vez… Uns dias antes, minha mãe já havia postado um comprovante bancário no Facebook pensando ter enviado por WhatsApp para o vendedor de frutas. E, recentemente, ela passou a não conseguir mais entrar no Zoom e minha irmã descobriu que o modem da casa dela já estava desligado, por algum motivo, há um mês.





Ah, a máquina de lavar louça dela quebrou e não tem como chamar um mecânico. O computador? Está desligado porque anda tão devagar que não tem graça. Certamente a visita de técnicos ajudaria. Mas não dá agora. Como a minha mãe, um monte de gente enfrenta a vida moderna em casa, muitas vezes sem ter ninguém do lado para ajudar. É um desafio, é complicado e… é, confesso, à vezes um pouco engraçado… Obrigada, mãe, por me fazer rir em meio a tudo isso!



*** VOLTE SEMPRE! Todos os dias publicamos posts interessantes e originais. ***



* Daniela Kresch é correspondente internacional baseada em Israel desde 2003. Realiza coberturas jornalísticas para a Folha de São Paulo ( folha.uol.com.br ), Radio France Internationale (RFI) in Portuguese ( portugues.rfi.fr ) e o Instituto Brasil-Israel ( http://institutobrasilisrael.org ). Já passou por grandes veículos como a rede de TV GloboNews, a BBC Brasil e o jornal O Globo.

#blogquarentenas #blog #Quarentenas #quarentena #coronavirus #pandemia #COVID19 #FicaEmCasa #FiqueEmCasa #tecnologia #Facebook #live #IsolamentoSocial #IsolamentoTecnológico #TerceiraIdade #WhatsApp #Israel #TelAviv #humor #

1 comentário